Prós e contras dos leites vegetais para as crianças.

19/04/2018 12:47

Por orientação médica, precisarei complementar a lactação de meu bebê com outro leite e penso em introduzir leites vegetais. Quais são eles e seus respectivos benefícios?

Os leites vegetais não são indicados para complementar a lactação dos bebês. Neste caso, seriam indicadas as fórmulas infantis por conterem nutrientes adequados para a fase da lactação.

Mito ou verdade: posso dar leite de vaca para meu filho com menos de 12 meses?

O uso de leite de vaca antes dos 12 meses não é indicado. O leite materno ou até mesmo as fórmulas infantis (no caso da impossibilidade do aleitamento materno) contém proteínas em quantidades ideais para os bebês crescerem e ganharem peso de forma adequada. Não só a quantidade, mas também o tipo de proteína contido no leite de vaca também não é indicado antes de 1 ano de idade, pois sobrecarrega os rins e propiciam a obesidade futura. O leite de vaca também é insuficiente em outros micronutrientes como zinco, selênio, vitamina C, etc. Assim, o leite de vaca (leite, iogurte, queijo e demais derivados), não é indicado antes dos 12 meses.

Existe algum leite vegetal que se aproxima mais das propriedades do leite materno?

Nenhum leite vegetal se aproxima das propriedades do leite materno. Não devem ser utilizados em substituição do leite humano e nem substituindo o leite de vaca. Bebidas vegetais podem ser utilizados em preparações, ou como “adicionais” na alimentação, não como substitutos, pois não contém quantidades adequadas de cálcio (principal déficit), vitamina D e proteínas, por exemplo. Outra preocupação que já é relatada em estudos internacionais é o consumo inadequado (excessivo) de arsênico, devido ao uso de bebidas à base de arroz.

Com que idade posso introduzir outros leites na alimentação de meu filho?

Os leites vegetais podem ser oferecidos para as crianças acima de 2 anos, porém nunca em substituição ao leite de vaca, fórmula infantil ou leite materno, pois não possuem composição nutricional que atendam às necessidades das crianças.

Simone Guerra Lopes da Silva (CRN 3: 17244)

Nutricionista formada pelo Centro Universitário São Camilo, 2004. Especialização em Saúde, Nutrição e Alimentação Infantil - Enfoque Multiprofissional, pela Unifesp/Escola Paulista de Medicina, 2007. Mestrado em Ciências (2010) e Doutorado em Ciências (2015), pelo Departamento de Pediatria da Unifesp/Escola Paulista de Medicina. Nutricionista voluntária do ambulatório de Reumatologia Pediátrica da Unifesp.Nutricionista do Programa Mommy Care de Introdução da Alimentação da Care Plus. Atendimentos em consultório particular.

 

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+